SÓCRATES E JESUS CRISTO: A CORAGEM ACIMA DE TUDO




“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.- João 8:32

O texto de hoje é mais filosófico do que nunca, pois irei tratar de dois grandes cidadãos que marcaram profundamente a sociedade que vivemos: Sócrates e Jesus Cristo.

Quando comecei o texto com uma das frases mais aclamadas dita por Jesus quis exemplificar do que trataria estas palavras que vos escrevo: sobre a coragem, acima de tudo.

Claro que outras comparações entre os dois existem e são inúmeras, vou trata-las mais adiante. O que quero mostrar neste espaço é justamente a máxima sobre a coragem.

Sócrates é considerado o mais justo e o mais sábio dos homens. Um dos seus amigos perguntou ao oráculo de Delfos quem era o homem mais sábio de Atenas. Perante a admiração geral, a sacerdotisa proferiu o nome de Sócrates, o vagabundo.

E ele comentou sobre a escolha e disse: elegeu-me como o mais sábio dos Atenienses porque sou o único que sabe que nada sabe.

Sócrates foi o evangelista do pensamento claro. Caminhava pelas ruas pregando lógica, tal qual 400 nos mais tarde, Jesus percorreria as aldeias da Palestina pregando amor.

E começando as comparações, tal como Jesus, sem haver escrito uma única palavra, exerceu sobre o espírito dos homens uma influência ímpar na história.
 E muitas são as semelhanças entre Jesus e Sócrates. Autoconfiança e poder de linguagem, não deixaram registrado nada por escrito como já mencionei, ambos acreditavam falar em nome de algo que era maior que eles mesmos, não abriram mão de seus princípios morais, criticaram o poder vigente na época.

E tem mais, no processo de acusação ambos poderiam ter pedido clemência, mas não fizeram porque morreriam assim seus ideais de conquista pacífica e acalentadora.

Para Sócrates a palavra era o fio de ouro do pensamento, para Jesus ele era a própria palavra. Para Sócrates sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância. Para Jesus, ignorância era não esquadrinhar as escrituras. Para Sócrates era melhor fazer pouco e bem, do que muito e mal. Para Jesus o mal não devia ser utilizado.

Para Sócrates o início da sabedoria era a admissão da própria ignorância. Para Jesus o temor ao Eterno era o princípio da sabedoria. Para Sócrates o amor era filho de dois deuses, a carência e a astúcia. Para Jesus o amor ao dinheiro era a raiz de todos os males.

Para Sócrates a verdade não estava com os homens, mas entre os homens. Para Jesus ele era o caminho, a verdade e a vida. Ninguém iria ao Pai se não por ele. Para Sócrates quem melhor conhecesse a verdade seria mais capaz de mentir.

Para Jesus quem conhecesse a verdade seria liberto. Para Sócrates todo o seu saber consistia em saber que nada sabia, e conhecer-se a si mesmo era conhecer o universo de Deus.

Para Jesus quem fosse da verdade ouviria sua voz e se cresse teria a vida eterna. Sócrates tornou-se um marco para a ciência quem tem a dúvida como mote da pesquisa, e a serpente do conhecimento como símbolo.

Sei que o texto está um pouco repetitivo, fiz isso justamente para que você pudesse fixar melhor os ensinamentos destes grandes mestres.

E depois de toda essa explanação o que os aproxima? O que os aproxima é a crença de que se deve lutar pelos ideais nos quais se acredita. E isso com toda a coragem e paixão que marcaram a vida de Sócrates e Jesus Cristo.

Uma excelente páscoa e até a próxima.

Randerson Figueiredo

Sou um entusiasta da escrita, meu objetivo com este blog é divulgar de forma simples e dinâmica filosofia, espiritualidade e psicologia analítica e levar a você, caro leitor, o que há de melhor nestas três esferas de conhecimento.

3 comentários:

  1. Obrigado pelo seu comentário. Que bom que gostou. Sempre que possível retorne ao blog, a cada semana um novo texto.

    ResponderExcluir

Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos por mim (Randerson Figueiredo) antes de serem publicados. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e situações;